Valorize a Herança

Valorize a Herança

Quando alguém diz que recebeu uma herança sempre nos alegramos, pois herança nos fala de coisas boas. Se recebemos uma mensagem de que algum parente nos deixou uma herança imediatamente ficamos eufóricos e queremos saber do que se trata.

Mas existem pessoas que não valorizam a herança. A palavra valorizar tem a ver com reconhecer o mérito de alguma coisa, reconhecer a importância.

Precisamos ser cuidadosos para que não haja em nós uma atitude de indiferença para com a nossa herança, o senhor tem uma herança para vc, e valorizar a herança agrada o coração do pai. Um exemplo disso é Esaú, a bíblia diz que ele desprezou seu direito de primogenitura em troca de um prato de sopa de lentilhas.

Jacó não era merecedor, na verdade ele tinha um caráter defeituoso chegando ao ponto de enganar o seu próprio pai. Mas ele tinha um desejo sincero de receber a herança. Muitos pensam que o pecado é o maior problema, mas o verdadeiro problema é um coração indiferente à herança do céu.

Hebreus 12 diz que depois, querendo herdar a bênção, Esaú chorou diante de seu pai, mas não houve lugar de arrependimento em Isaque.

Nem haja algum impuro ou profano, como foi Esaú, o qual, por um repasto, vendeu o seu direito de primogenitura. Pois sabeis também que, posteriormente, querendo herdar a bênção, foi rejeitado, pois não achou lugar de arrependimento, embora, com lágrimas, o tivesse buscado.  Hb. 12:16-17

Assim a questão já não é o que o Senhor comprou pelo sacrifício da cruz, mas sim do que ele comprou, o que nós temos nos apropriado, tudo o que o Senhor comprou está no pacote da redenção e a vontade de Deus que herdemos todo esse pacote de redenção.

Mas precisamos nos lembrar, que as bênçãos de Deus não são automáticas, precisamos nos apropriar delas pela fé. E não venha com essa conversa de “o que é de Deus para mim ninguém toma”, porque toma sim, Jacó tomou de Esaú porque Esaú não valorizava.

Quero te dizer que eu valorizo estar aqui, eu amo estar aqui, amo passar tempo em discipulado com meus irmãos, eu amo minha equipe, amo passar tempo em comunhão com eles, amo coisas como a que vai acontecer aqui daqui a pouco, no ano novo, eu valorizo essas coisas. O que tem valor para você?

As filhas de Zelofeade

Gostaria de compartilhar algo precioso a respeito das filhas de Zelofeade. Mesmo vivendo no tempo da lei quando filhas não tinham direito à herança, elas mostraram um coração para receber a herança e o Senhor as honrou por causa disso.

Nm. 27:1-11 – Então, vieram as filhas de Zelofeade, filho de Héfer, filho de

Gileade, filho de Maquir, filho de Manassés, entre as famílias de Manassés, filho de José. São estes os nomes de suas filhas: Macla, Noa, Hogla, Milca e Tirza. 

Apresentaram-se diante de Moisés, e diante de Eleazar, o sacerdote, e diante dos príncipes, e diante de todo o povo, à porta da tenda da congregação, dizendo: Nosso pai morreu no deserto e não estava entre os que se ajuntaram contra o SENHOR no grupo de Corá; mas morreu no seu próprio pecado e não teve filhos. 

Por que se tiraria o nome de nosso pai do meio da sua família, porquanto não teve filhos? Dá-nos possessão entre os irmãos de nosso pai. Moisés levou a causa delas perante o SENHOR. Disse o SENHOR a Moisés: As filhas de Zelofeade falam o que é justo; certamente, lhes darás possessão de herança entre os irmãos de seu pai e farás passar a elas a herança de seu pai. 

Falarás aos filhos de Israel, dizendo: Quando alguém morrer e não tiver filho, então, fareis passar a sua herança a sua filha. E, se não tiver filha, então, a sua herança dareis aos irmãos dele. Porém, se não tiver irmãos, dareis a sua herança aos irmãos de seu pai. 

Se também seu pai não tiver irmãos, dareis a sua herança ao parente mais chegado de sua família, para que a possua; isto aos filhos de Israel será prescrição de direito, como o SENHOR ordenou a Moisés. 

O livro de números começa com um recenseamento dos filhos de Israel, por isso o livro recebe esse nome em português. Mas no capítulo 26 um segundo censo é feito. Quando comparamos os dois censos vemos que algumas tribos cresceram e outras diminuíram a sua população.

Isso está registrado porque a herança também está relacionada com o tamanho da tribo (Nm. 26:54). Uma tribo mais populosa receberia um território maior. Isso faz sentido porque tribos pequenas em um território grande não seriam capazes de cultivar toda a área e nem de protegê-la contra os inimigos.

Israel possuía 12 tribos, mas era uma única nação. Cada tribo tinha a sua particularidade, havia uma tribo sacerdotal, a de Levi, uma tribo que sabia ler o sinais dos tempos, a tribo de Issacar e havia uma tribo de canhotos que conseguia acertar um fio de cabelo com a funda, a tribo de Benjamim.

Muito embora haja muitas igrejas locais, somos apenas uma Igreja. Podemos ser conhecidos como uma tribo por uma característica particular, mas devemos amar toda a Igreja do Senhor. Hoje somos conhecidos como a igreja da graça.

O fato é que há uma relação entre herança e crescimento. Uma igreja local precisa crescer. Ano após ano precisamos crescer. Se não há crescimento isso é sinal de que há algo errado. Cada líder deve ir ao Senhor para receber a direção e a sabedoria de Deus para crescer. Não há desculpas para a falta de crescimento.

Ninguém está autorizado, porém, a julgar as igrejas pequenas.  O Senhor cuida de cada uma delas. Mas quanto a nós precisamos crescer sempre.

Queriam receber sem ter direito

As filhas de Zelofeade queriam receber a herança, mas naqueles dias apenas os homens recebiam herança. Mas nesse caso elas não tinham irmãos, então elas queriam receber a herança. Elas não eram indiferentes.

A fé se apropria. A fé entra na herança. Aquelas moças trouxeram um caso novo. Isso não havia acontecido ainda. Nem mesmo na lei o Senhor falou algo a respeito daquela situação, mas agora o Senhor acrescentou uma lei por causa do pedido das filhas de Zelofeade.

Elas sabiam que não tinham direito. Todas as vezes que as pessoas pedem sem merecer elas entram no território da graça de Deus. Mesmo no Velho Testamento havia graça de Deus para aqueles que criam. Deus se alegra quando temos uma fé simples e ousada que descansa totalmente na graça. Esse é o tipo de fé que glorifica o Senhor.

Deus honrou a fé simples daquelas moças. Elas queriam o que Deus lhes tinha dado. No caso delas era uma parte da terra de Canaã. Para nós é tudo aquilo que está descrito no capítulo primeiro de Efésios. Deus nunca desaponta a fé, porque só a fé pode honrá-lo completamente.

Moisés vai ao Senhor porque nada havia na lei sobre o pedido daquelas moças. O Senhor diz que o pedido delas é justo. Estava fora da lei, mas era justo. A fé transcende a lei e atinge o coração de Deus.

O Senhor então estabelece uma nova lei, se um homem morresse sem filhos então a herança seria dada às filhas. Deus estabeleceu isso por causa das filhas de Zelofeade. Porque elas tiveram paixão pela herança e uma fé ousada, todas as filhas depois delas em Israel puderam receber a herança naquelas mesmas condições.

Elas tiveram uma grande ousadia ao pedirem algo assim. Mas louvamos a Deus porque o Senhor nunca disse a ninguém algo como: “você está pedindo demais!” O Senhor nunca repreendeu ninguém por pedir algo a ele.

A repreensão é sempre por causa da fé: “ó homens de pequena fé”. O Senhor nunca disse: “ó homens de pequena santidade” ou “homens de pequena obediência”, porque o Senhor sempre olha a fé.

Quando amamos a herança cumprimos o propósito de Deus

Mas eu gostaria de mostrar ainda como a paixão de alguém pela herança de Deus pode ir ainda mais longe. A Palavra de Deus diz que depois de morte de Salomão o reino se dividiu com Roboão e Jeroboão.

Agora havia o reino do sul chamado Judá e o reino do norte chamado Israel ou Efraim. O reino do norte era maior e abriga dez tribos, enquanto o reino do Sul era apenas Judá e Benjamim.

Dessa forma quando lemos o livro de Reis temos a história dos reis de Israel, que foram todos perversos, e a história das reis de Judá. Dentre os reis de Judá houve alguns ímpios, mas a maioria andou nos caminhos de Davi.

No final, depois ter enviado a eles muitos profetas exontando-os a que se arrependessem, Deus manda Judá para o cativeiro na Babilônia.

O último rei de Judá foi Jeconias (Joaquim). Sei que alguns dirão que foi Zedequias, mas a verdade é que foi Jeconias (leia II Rs. 25:27-30). Ele foi um rei tão perverso que Deus pronunciou uma maldição sobre ele.

Ó terra, terra, terra! Ouve a palavra do SENHOR! Assim diz o SENHOR: Escrevei que este homem está privado de seus filhos e é homem que não prosperará nos seus dias; nem prosperará algum da sua geração, para se assentar no trono de Davi e reinar mais em Judá. Jr. 22:29-30

O Senhor diz que nenhum descendente de Jeconias iria sentar-se no trono de Davi, mas o Senhor, antes, tinha dito que o trono de Davi seria eterno e sabemos que o senhor não pode mudar, agora nós temos um problema.

Hoje o Senhor está sentado à destra do trono de Deus. Esse trono não é o trono de Davi. Mas ele voltará para se sentar no trono de Davi. Desde os dias de Jeconias até hoje não há reis em Israel.

Mas quando chegamos à genealogia de Jesus em Mateus descobrimos que Jeconias é mencionado ali e a gente percebe que José é descendente de Jeconias.

Há duas genealogias nos evangelhos, uma em Mateus outra em Lucas. A genealogia de Lucas vai até Adão. Seu objetivo é mostrar que o Senhor Jesus é o filho do homem.

Mas a genealogia de Mateus vai até Abraão, pois seu alvo é mostrar que o Senhor é o herdeiro legítimo do trono de Davi.

A genealogia em Mateus é por Salomão, mas a genealogia de Lucas é por Natã, um outro filho de Davi. A genealogia de Lucas é na verdade de Maria.

Se Jesus tivesse recebido algo de José no nascimento, então ele não poderia sentar-se no trono, pois havia uma maldição. Então como Jesus pode herdar a herança se mulheres não transmitem descendência?

Aí você lembra das cinco filhas de Zelofeade, que não tinham direito, mas clamaram e por causa delas uma virgem pode reivindicar a herança do trono.

O Senhor era filho adotivo de José, e sobre isso alguém poderia questionar a legitimidade, mas era filho legítimo de Maria.

Quem imaginaria que o pedido daquelas cinco garotas estava ligado à vinda do Filho de Deus. Tudo nas escrituras aponta para o Senhor Jesus.

O Senhor tinha que nascer de uma virgem, mas mesmo uma virgem é caída e tem o sangue de Adão. Hoje a ciência mostrou que o sangue da mãe não toca o sangue do bebê. Assim o Senhor veio da virgem, mas é completamente gerado pelo Espírito de Deus.

Hoje em dia nenhum judeu pode reivindicar o trono de Davi, a sua linhagem real. No ano 70 d.C. todas os registros genealógicos foram destruídos pelos romanos quando colocaram fogo em Jerusalém. A única genealogia preservada está escrita nas páginas do Evangelho. Quando o Senhor voltar ele poderá reivindicar o trono porque está na linhagem.

Quando você tem uma fé simples e ousada diz ao Senhor: “Deus, eu sei que tenho uma escolha a fazer, mas vou confiar em ti sobre isso, Senhor. Vou confiar em ti”. Deus ama quando você vai a ele de novo e de novo.

O diabo dirá: “Você não acha que já pediu a Deus muitas vezes sobre esse problema”? Mas Deus diz: “Eu tenho prazer nisso”. Não ouça a voz do inimigo. Tenha uma fé ousada e simples. A fé nunca pode exceder sua conta no banco de Deus.

Portanto, tenha uma fé simples e ousada, pois você nunca saberá as consequências para seus filhos e para os filhos de seus filhos, e sua fé terá consequências de longo alcance. A fé ousada toma a terra, toma a herança e abençoa multidões.