Fé e Unção

Fé e Unção

Fe e unção.  

1 Sm 10:6.

Temos ministrado uma serie de mensagens sobre a fé, Domingo passado falamos a respeito de crer para andar em vitória, usamos Gideão como exemplo, falamos a respeito de unção, propósito e realização, falamos que a unção é para o propósito, Deus derrama unção para uma realização.

Irmãos, quando recebemos um chamado, recebemos do senhor os talentos necessários para o cumprimento desse chamado, recebemos a unção de Deus para usarmos esses talentos, multiplica-los é cumprir o chamado do senhor para nós.

A unção de Deus tem o propósito de nos mudar, transformar, equipar e capacitar. Ela tem a capacidade de transformar medo em ousadia, a timidez em coragem, a dúvida em convicção, a desqualificação em qualificação.

Irmãos cada vez mais, estou convencido, que precisamos de uma mudança de mentalidade. Muitas vezes, temos uma visão turva do propósito da unção de Deus que está sobre nós.

Muitos creem que, simplesmente, se participarem dos cultos da igreja, essa unção já os alcançará, muitos creem que podem receber uma rebarba da unção de Deus a qualquer momento da reunião de célula, mas tudo isso não passa de um equívoco de nossos pensamentos. Não é assim que desfrutamos da unção de Deus.

Cremos que precisamos nos aproximar da unção de maneira prática e com .

Não podemos estacionar na esperança de que, “um dia”, seremos valentes, “um dia”, teremos unção, “um dia”, teremos autoridade, “um dia”, seremos usados por Deus.

Nesse espírito de passividade e lentidão esperamos cinquenta anos e nada muda em nossas vidas, nada muda em nossas famílias, e não vemos o mover de Deus manifesto aqui na terra em nossas vidas, e o reino de Deus sofre danos terríveis.

E por quê?

Por causa de uma passividade extrema e terrível, por causa de uma falta de proatividade e atitude em linha com a fé prática posta sobre a palavra. Precisamos caminha em uma postura de fé, coragem, ousadia e determinação tomando posse daquilo que o senhor já nos deu.

Levante-se, abra a boca, precisamos ouvir a voz de Deus e sair do lagar da timidez, precisamos pisar as escadas da fé, colocando o trigo em nosso ombros e ir para a superfície dizendo: “O senhor já me ungiu, ele me disse que sou forte, que sou valente, então vou sair e começara a trabalhar aqui fora, pois ele está comigo”.

Devemos aceitar a verdade de Deus sobre nós e andarmos como quem possui a realidade da identidade de Deus. No caso de Gideão, mesmo tendo ouvido a voz do senhor como você está ouvindo neste momento agora, nada objetivamente havia mudado ainda, tudo continuava do mesmo jeito.

Gideão estava cercado de “fatos” que depunham contra a verdade da fé. Se você se levantar e enfrentar sua realidade usando a fé, você colherá mudança e transformação! Esse tipo de atitude vai fazer com que sua vida cresça!

Irmãos não deixem que a passividade destrua o potencial de crescimento que está dentro de você, não deixe que as sementes de multiplicação e avanço morram devido sua falta de atitude. Comece a agir hoje, agora!

Esse é o mento de usar a fé para o cumprimento do propósito de Deus. Hoje decidimos vencer a passividade, a letargia, e avançar para o cumprimento de um propósito. Então vamos precisar entender onde a fé se coloca em tudo isso.

1º – A fé é o caminho para que a unção opere.

No livro de 1Samuel são contadas as histórias dos momentos em que Saul, bem como Davi, receberam uma unção específica para se tornarem reis de

Israel.

Em cada um desses momentos reconhecemos a Ação transformadora através da unção de Deus na vida desses dois homens escolhidos para reinar. Em 1 Samuel 10:6, vemos o testemunho dessa mudança na vida de Saul.

O Espírito do SENHOR se apossará de ti, e profetizarás com eles e tu serás mudado em outro homem.

Isso também aconteceu com Davi, Jovem ruivo de formoso semblante e de boa aparência, após ter recebido a unção de Deus, foi estabelecido como um homem valente, homem de guerra, sisudo em palavras e a bíblia diz que o senhor era com ele.

Meu irmão a unção de Deus irá produzir uma mudança em nossa estrutura espiritual. As vezes somos como Davi, não aparentamos ser guerreiros, mas a unção muda e faz novas todas as coisas.

Se crermos nessa unção, vamos experimentar uma transformação semelhante a de Saul e de Davi. Seremos mudados em um outro “homem” e caminharemos em uma nova medida de autoridade, liderança e influência.

Entretanto precisamos aprender a ativar e a desfrutar dessa unção. Irmãos, tudo, exatamente tudo no reino de Deus é operado por intermédio da fé, sem fé não há unção, sem fé não há mudança, sem fé não há crescimento, não há avanço, sem fé não teremos uma vida frutífera.

A liberação da sua fé é a única chance de vitória que temos diante das investidas do inferno, a unção traz mudanças tremendas em nossas vidas, mas é a fé que fará com que a unção opere.

2º – A fé é o caminho para a obediência.

Abraão entendeu que deveria tomar a via da fé para obedecer a Deus em suas direções e desafios. Em Hebreus 11:8 está escrito: “…. pela fé Abraão obedeceu”. Havia no coração de Abraão uma sinceridade que o levou ao conhecimento que o faria pai de multidões.

Mesmo tendo se posicionado em buscar, muitas vezes, soluções naturais para resolver seus problemas, Abraão perseverou em Deus até sua vida ser estabelecida no cumprimento da promessa.

Creio que Deus deseja trabalhar isso em nossas vidas, se você tem sido atormentado por uma experiência de altos e baixos, inconstância e acusações, chegou o dia de sua transformação, chegou o dia de obedecer pela fé.

Não podemos nos esquecer de que é pela fé que vencemos o pecado, que derrotamos os problemas e que permanecemos firme contra os ataques de incredulidade. Diante de qualquer situação que enfrentaremos, a fé, é a solução de Deus para nós.

Mesmo diante das mais terríveis afrontas do diabo, precisamos nos agarrar ao senhor dizendo: “pela fé obedeço e continuarei obedecendo!” nunca aceite a mentira do diabo de que nossa inconstância e nossas limitações são o nosso destino.

Não aceite o desanimo que vem através das tentativas do inimigo em impedir nosso avanço Deus, em todas as áreas. Um crente sem fé, é um crente impotente, desencorajado, fraco e com poucas chances de avançar.

Não importa se as coisas vão bem ou não, a fé será sempre o combustível para que sua vida alcance um novo nível. Devemos ter a mesma atitude de Abraão, devemos contemplar, por meio da fé, a unção que recebemos.

Devemos crer que essa unção nos capacitará e nos qualificará para andarmos acima dos nossos problemas e da nossa inconstância. Nós iremos vencer na oração, porque não estaremos apoiados na decisão humana de orar, mas na unção que nos levará a orar.

Seremos transformados em nosso caráter, em nosso temperamento, em nossa personalidade, não por uma estratégia humana, mas pela força da unção que nos capacita a subjugar todas as cosias para seguir as direções de Deus.

Como herdeiros desta unção, devemos tomar posse dela. Devemos declarar diariamente seus feitos em nossas vidas. Devemos proclamar que caminhamos em fé e em obediência, obedecendo a cada manhã, a cada momento.

3º – Tudo é ativado através da fé.

Muitas vezes, quando lemos a bíblia, não observamos um fato muito importante: os homens e as mulheres descritos na bíblia são pessoas comuns como qualquer um de nós.

Esse povo era igual a mim e a você. Em Hebreus 11:11, encontramos a história de Sara, está escrito: “Pela fé, também a mesma Sara recebeu a virtude de conceber e de à luz já fora da idade; porquanto teve por fiel aquele que lho tinha prometido”.

Como vemos Sara, herdeira da promessa de Deus, também, como muitos de nós, vivia uma impossibilidade quanto ao cumprimento da promessa. Como sabemos, era impossível que Sara gerasse um filho naturalmente, pois era avançada em dias.

O problema de Sara era tão grave que algumas vezes ela até duvidou do cumprimento da promessa de Deus em sua vida. Ela enfrentava sua fraqueza cara a cara todos os dias, sua fraqueza e impossibilidade de fazer, por si mesma, o que era da vontade de Deus.

Ela tentou de muitas formas trazer a promessa de Deus por suas forças, entretanto, sempre percebia que em si mesma, por suas forças ela não conseguiria.

É exatamente isso que enfrentamos todos os dias em nossas rotinas, enquanto Sara se mantinha firme em suas tentativas naturais de trazer as promessas, mais fracasso sobrevinha sobre ela.

Quando ela enxergou suas fraquezas e imperfeições, entendeu que era impossível trazer as promessas de Deus por qualquer via natural, Sara compreendeu que somente a fé poderia trazer à realidade as promessas do Senhor para si.

Em hebreus vemos Sara em um posicionamento diferente ao do início de sua caminhada com Deus, vemos sara numa atitude de fé, mesmo sabendo de sua infertilidade, ela se rendeu e creu que o senhor era fiel para cumprir suas promessas, nessa atitude de fé, Sara se apropriou do poder de Deus e tomou posse da promessa.

Nesse sentido precisamos acreditar na palavra de Deus para nós, devemos crer HOJE! Não é algo que vai acontecer no futuro, é para hoje. Unção é para hoje, teremos encontro semana que vem, Unção para o encontro, é para já. Quantos de nós temos saído de nossos momentos de oração sem cremos nas promessas de DEUS?

Quantos temos duvidado das promessas de Deus? Se ainda temos tentado cumprir nosso chamado, se tentamos ajustar nosso casamento, arrumar nossas finanças, mudar nossos filhos com nossas forças é porque não percebemos que através das nossas forças nada poderá ser feito.

Nós convidamos as pessoas para o encontro, mas é o senhor quem as convence e as muda, é Deus quem opera. João 16:8.

Precisamos perceber que com as nossas forças nada pode ser feito, temos que fazer como Sara fez, precisamos parar de tentar pelas vias naturais, abandonar a via natural para crer no Deus do impossível.

Precisamos aplicar nossa fé, tomar posse do poder de Deus, fluir nesse poder e crer na manifestação dos resultados daquilo que já nos foi dado pelo senhor. Como herdeiros das promessas de Deus precisamos nos apoiar na fé que nos equipa e nos capacita para o cumprimento de suas promessas.

Como Sara precisamos receber as promessas de Deus por meio da fé e da fé somente.